0

AAAAH, O VERÃO!

“VERÃO:

O cabelo fica mais leve.
A pele fica mais escura.
A água fica mais quente.
A bebida fica mais gelada.
A música fica mais alta.
O dia fica mais longo.
A vida fica melhor.”

Vinte e um de dezembro, essa é a data que dá início a melhor estação do ano, o verão. Já que o verão vai entrar neste sábado, resolvi fazer um post falando porque o verão é minha estação do ano preferida e sobre as coisas que eu mais amo no verão.
Mas antes de começar o post, quero pedir desculpas (mais uma vez) por ficar tanto tempo sem postar aqui, e prometo que nós vamos tentar estar sempre atualizando o blog agora. Depois de algumas conversas, decisões foram tomadas e novas ideias surgiram para melhor o blog e mante-lo atualizado com mais frequência. Mas anyway, vamos ao assunto principal.

PRAIA

Meu Deus, como eu A-M-O praia. Sério, um dos meus maiores sonhos é um dia poder ir morar no litoral, nem que seja quando eu já estiver velhinha, mas eu quero poder acordar todos os dias e me deparar com o mar. Sou louca por praia desde bem pequena, aliás acho que desde quando eu estava na barriga da minha mãe eu já devia gostar da areia e da água salgada. Tenho várias fotos aqui em casa da minha mãe, com aquele barrigão enoooooorme que até parecia que tinha duas de mim lá dentro, na praia. Os meus pais também sempre gostaram muito de praia, consequentemente eu fui criada na praia aos finais de semana e feriados. Nós íamos muito a praia, e eu nunca enjoava. Ficava a tarde toda construindo castelos de areia (já era apaixonada por castelos também) ou pulando as ondas no mar. Oque é outra coisa um tanto quanto interessante sobre mim, enquanto a maioria das crianças morria de medo do mar e da fúria que ele aparenta ter, eu amava aquela imensidão de água. Eu sempre queria ir para o fundo do mar, sem me importar com qualquer tipo de perigo que eu poderia passar.
Para mim, nada traz mais paz e liberdade do que o mar, os pés descalços na areia, e a brisa do litoral. Por morar em cidade grande, ter uma vida agitada, corrida e estar sempre (sempre mesmo) com pressa, sinto uma vibração muito positiva quando sinto a brisa do mar, o sal no cabelo, e o sol queimando a pele.

BRONZEADO

É uma consequência de passar o verão na praia, é uma consequência que eu amo. Minha pele já é meio bronzeada, mas eu amo ficar com marquinha de biquini e a pele ainda mais morena. Nada de preconceito ou racismo, mas eu acho mais bonitinho os de pele morena do que os de pele branquela. O tom bronze dá uma impressão de saúde ao contrário da pele que é muito branca que dá a impressão de anemia :/ Os branquinhos e loirinhos que me perdoem, mas a pele morena é bem mais sexy :p

SHORTS
Minha peça de roupa preferida é o shorts. Além de bonito acho muito confortável e prático. Existem vários tipos de shorts para pessoas de todos os estilos e para todas as ocasiões, desde ir alí na casa da avó até para ir a um barzinho de noite com os amigos. Os que eu mais gosto são aqueles mais larguinhos nas pernas e de cintura média ou alta, acho que eles ficam melhores no meu corpo por ter o quadril largo e pernas grossas. Separei alguns modelos para vocês verem e se inspirarem na hora de montar algum look.

shorts

FESTAS DE FIM DE ANO

Natal e ano novo, me sinto muito bem nessas duas datas. Ok, acho o natal um pouco triste, mas é quando quase toda a minha família se reúne, tanto por parte de mãe como por parte de pai, e isso não é uma coisa que nós fazemos com muita frequência. Digo, mesmo nos churrascos ou em pequenas reuniões sempre está faltando alguém, mas no natal não, no natal isso muda. E sim, eu prefiro o réveillon. Além dos (lindos) fogos de artifício, da champanhe, e da roupa branca desejando paz para todos, tem aquela espiritualidade de ano novo. Apesar de ter uma religião definida que não é a espírita, ainda prefiro a espiritualidade que acontece no réveillon, do que na religiosidade do natal. Sei que é um pouco confuso ou até contraditório, mas eu gosto muito de acreditar em sonhos, e ser positiva em qualquer situação, e o espiritualismo traz isso. Sempre que se inicia um novo ano as pessoas fazem promessas e planos de serem pessoas melhores, renovam suas esperanças e seus sonhos acredintando que essa nova temporada da vida será melhor. Ainda assim acho que não deveria ser necessário o início de um novo ano para que as pessoas acreditem num amanhã melhor, afinal não há data certa para recomeçar, para ser uma pessoa melhor e nem para fazer o bem. Mas de qualquer forma, se só isso as motivam, pelo menos isso as motivam.

FÉRIAS

Além de tudo isso, durante o verão estamos em casa, longe da escola e (alguns) longe do trabalho. Sem horário para dormir ou acordar, poder sair sem preocupação com a hora de voltar até porque o dia dura mais do que a noite, viajar, tempo para fazer oque se deseja ao invés de trabalhos chatos. Existe coisa mais feliz do que isso?

Mas e você, qual a sua estação do ano preferida e por que? Conte tudo nos comentários. Beijinhos, Roberta 🙂

Anúncios
4

10 Covers que você precisa ouvir.

Quem não gosta de música boa? Melhor ainda é quando aquela música que já é boa é cantada por outra pessoa, que parece deixar a música ainda melhor. Por isso separei alguns covers que eu gosto muito, e espero que vocês gostem também.

1. Let me love you – The Wanted (Ne-Yo)

A versão do The Wanted da música Let Me Love You, ficou menos agitada do que a versão original do Ne-yo.

2. Just a dream – Sam Tsui  & Christina Grimmie (Nelly)

Esse cover já é velhinho, mas eu amo de paixão desde a primeira vez que eu ouvi.
3. Baba – Maria Gadú (Kelly Key)

Toda vez que ouço esse cover sinto um orgulho imenso da Maria Gadú, por conseguir deixar uma música da Kelly Key boa.
4. I Knew You Were Trouble – Ed Sheeran (Taylor Swift)


O bff da Taylor Swift também resolveu fazer um cover da amiga.
5. She Will Be Loved – Tiffany Alvord & Boyce Avenue (Maroon 5)


Tiffany Alvord tem milhares de covers, um mais legal que o outro, foi difícil escolher qual música colocar na listinha.
6. Use Somebody – Paramore (Kings Of Leon)


Música linda + Uma das minhas bandas preferidas = Perfeição.
7. Party Rock Anthem – Karmin (LMFAO)


A Karmin, que já está fazendo sucesso por aí, também começou postando seus cover no youtube. O meu preferido é esse, Party Rock Anthem.
8. How to love – Demi Lovato (Lil Wayne)


Eu acho que essa música e a Demi, com sua voz maravilhosa, casaram super bem. Ela canta com tanta emoção, que consegue transmitir seus sentimentos para que ouve.
9. All you need is love – The Pretty Reckless (Beatles)


Para homenagear a maior banda de rock de todos os tempos, uma das bandas de rock atual e uma das minhas preferidas também, resolveu fazer um cover de All You Need Is Love, dos Beatles.
10. OMG – Cher Lloyd ( Will. I. Am.)

A versão de OMG da britânica Cher Lloyd, não ficou tão dançante quanto a versão de Will.I.Am, mas ainda assim ficou muito boa.

Gostou da minha listinha? Qual outro cover você gosta? Deixe nos comentários.
Beijinhos, Roberta.

8

O novo (e polêmico) vídeo da Miley Cyrus.

Desde que eu estava na barriga da minha mãe sou mega fã da Disney. Sempre fui apaixonada pelos desenhos, filmes e séries da Disney Channel. Quando eu assisti pela primeira vez na minha vida Hannah Montana (sim, eu ainda me lembro), eu fiquei maravilhada com a história de uma menina que tinha o sonho de ser cantora, mas também queria continuar sendo uma menina normal, e que acaba conseguindo o melhor dos dois mundos. Como consequência, virei fã da Miley Cyrus, a atriz que interpretava a Hannah e também era cantora.

Passados cinco anos a série acabou 😦 mas Miley Cyrus não quis deixar sua carreira músical. E agora, com 20 anos, a cantora está lançando mais um álbum. Desse vez, suas músicas serão bem diferentes do que ela já fez nos álbuns anteriores. O álbum ainda não foi lançado, mas podemos concluir que será diferente por conta de pistas que a cantora anda deixando por aí. Comecemos pelo seu novo corte radical de cabelo, oque para uma mulher significa uma nova fase, um período de mudanças.

 

 O primeiro single lançado, foi “We Can’t Stop”, que depois do vídeo clipe, foi muito comentado por pessoas do mundo inteiro. Entre elas, a cantora pop, Lady Gaga, que disse:  “Quero dizer, eu acho que todo mundo precisa relaxar e deixá-la em paz . Porque isso é a música pop. Todo mundo tem direito à sua própria expressão artística, e se você tiver algum problema com isso, basta mudar de canal. Eu não entendo a necessidade incessante de falar constantemente e odiar o tempo todo porque, calma aí, ela tem 20 anos? Então, ela tem o meu respeito. Você sabe, ela está crescendo na frente de todo o mundo e talvez ela não esteja tão feliz com as coisas que fez em sua carreira quando era mais jovem e ela quer ser livre, deixem-na fazer o que ela quer.Mas a maioria dizia que Miley Cyrus tinha ido longe de mais por aparecer em roupas íntimas e fazendo movimentos vulgares.

No final do mês passado, houve uma premiação muito importante e conhecida, nos EUA, o  VMA (Video Music Awards) onde eles premiam os melhores artistas do ano. Com certeza, Miley Cyrus foi a artista mais polêmica da noite, por conta de sua performasse extravagante, exagerada, e obscena.

 

E agora, nesta última semana, foi lançado seu último vídeo clipe, Wrecking Ball, em que a cantora aparece nua.

Miley

O vídeo:

Nota Pessoal:

 O objetivo deste post não é exatamente falar sobre a Miley Cyrus e sua história. O meu objetivo neste texto é falar sobre a minha opinião em relação a toda essa polêmica que anda girando em torno da cantora. Eu acompanho o trabalho da Miley desde o ínicio de sua carreira, e desde que eu era uma daquelas crianças tietes. Como eu, a Miley também era uma criança, e assim como eu, ela também cresceu. Não estou falando como uma antiga fã, mas sim como uma observadora. Muita gente anda dizendo que ela mudou, e que está se desvalorizando, mas eu acho que ela apenas cresceu, como qualquer pessoa. Oque ela faz nos clipes, e nas suas performasses não é tão vulgar assim. Há tantos artistas que fazem coisas mais obscenas e são considerados sexy e talentosos (as). Se esses podem ter sua vez, a Miley também pode, não é porque ela protagonizava um personagem infantil, que ela tem que ficar nessa área para sempre. Ainda acredito que a voz que ela tem cobre todo esse tipo de crítica. Eu admiro a coragem que ela tem, de ser ela mesma, de não se importar com oque os outros vão pensar ou falar, de ser livre, de fazer oque ela quer fazer, de acreditar nela mesma, de não ter medo de ser feliz. Talvez, nós temos que aprender um pouco sobre essa coisa de “Como Deixar O Seu Medo De Lado” com ela.

 Deixe seu comentário, fale oque você acha dessa nova fase da Miley Cyrus. Você gosta? É fã? Acha ela vulgar? Conte-nos!

Post feito por Roberta Tokunaga.

8

We are PARAMORE.

30 de julho de 2013 vai entrar para a lista dos melhores dias da minha vida. Sim gente, eu fui ao show da banda Paramore 😀

Sou fã da banda desde 2007 quando eu vi pela primeira vez o clipe de “That’s What You Get”. Desde então não parei de acompanhar os passos da banda. Porém, mesmo com tantas passagens no Brasil, eu só tive a oportunidade de ir ao show deles este ano, pois eu já tinha idade para entrar sozinha em um show de rock e para ficar o dia todo na fila.

Nós chegamos no Espaço das Américas (Barra Funda) 8:30, e ficamos na fila até 19:30 que foi a hora em que abriram os portões. Na fila nós conhecemos várias pessoas e até fizemos amizades.

A banda que abriu o show foi a Summer, que até fizeram covers cantando “Mulher de Fases” dos Raimundos e “Papo Reto” do Charlie Brown Jr. em homenagem ao Chorão, ídolo do rock nacional que faleceu este ano.

Às 21:30 em ponto o Paramore entrou cantando “Moving On” e fazendo todo mundo pular (e empurrar). Depois eles cantaram “Misery Business”; “For a Pessimist, I’m Pretty Optimist”; a música tema de Crepúsculo que todo mundo conhece “Decode”; o novo hit “Now”; “Renegade”; “Pressure” (o Taylor e o Jeremy fizeram um Flip nessa música); “Ain’t It Fun”, a música em que TODOS choraram (inclusive eu) “The Only Excepition”;

BeFunky_paramore.jpg

“Let the Flames Begin”; “Fast In My Car” (que eu pulei muuuuito); “Ignorance” (que nós fizemos um bate cabeça haha); ” Looking Up”; “Whoa” (nessa música a Hayley chamou 6 pessoas para subir no palco e cantar com eles, fez uma brincadeira com o público, e deu várias risadas gostosas); “Anklebiters” ( a minha preferida); “That’s What You Get”; o single do novo álbum “Still Into You” (nessa música todo mundo jogou bexigas coloridas para o alto, e ficou LIN-DO); nesse momento eles deram uma parada, saíram do palco mas logo voltaram para cantar “Proof” e “Brikc By Boring Brick” e então encerram o show.

 Apesar de muita gente ter passado mal (perto de mim :p), foi muuuuuuito bom. Pulei muito, gritei muito, cantei muito e aproveitei o máximo que eu pude. Já estou com saudades do show, queria tudo de novo.

And for those who don’t know us: WE – ARE – PARAMORE!

Post: Roberta

Fotos: Karina Hammond

1

Tarde de Autógrafos.

Olá, queridas leitoras. Quero primeiro comunicar que este post era para ter sido feito semana passada, mas como eu fui viajar não tive tempo de postar.

Quem aqui já ouviu falar sobre Paula Pimenta? E sobre Patrícia Barboza? Você pode até não ter reconhecido esses nomes, mas tenho certeza que conhece alguma das obras dessas
escritoras maravilhosas. Paula Pimenta é a autora da série de livros “Fazendo meu filme” e “Minha vida fora de série”. E a Patrícia Barboza escreveu aquele livro “As Mais”. Agora você já sabe quem, certo?
Agora, a Paula e a Patrícia junto com mais duas escritoras, Meg Cabot e Lauren Kate, estam lançando O Livro das Princesas. É uma coletânea que reinventa contos de fadas clássicos.
E eu não pude perder a sessão de autógrafos que a Paula Pimenta e Patrícia Barboza fizeram aqui em São Paulo. Eu e mais duas amigas ( Ana e Bia) ficamos um tempão na fila, mas depois tudo isso compensou. Tiramos fotos com as autoras e elas ainda autografaram nossos livros. Vejam as fotos:

279_

CIMG1719

597_CIMG1710

PS.: Ignorem minha cara de quem está tão feliz que o sorriso não cabe no rosto e acaba ficando estranha. haha

Eu achei as duas muito simpáticas e fofas. A Paula até conversou comigo, e depois de eu ter dito que adoro escrever, ela falou que espera ler um dos meus textos. Isso já foi o suficiente para eu ficar ainda mais emocionada e empolgada do que eu já estava, se é que era possível.

 De quebra, ainda ganhei uma coroa. Sou ou não sou uma princesa? HAHAH

E vocês, já leram algum livro delas? Gostaram? Já foram em alguma sessão de autógrafos? Conte para a gente.
Beijinhos, Roberta.

12

Part of Me (Special Scenes).

Quem aqui já assistiu o filme (maravilhoso) da Katy Perry, o Part of me? Se você ainda não assistiu, termine de ler este post vá assistir, porque Part of me é simplesmente o melhor documentário que eu já vi. Eu sempre gostei das músicas da Katy, mas nunca fui muito fã dela. Depois de assistir esse filme e ver a pessoa que ela é e a história que ela tem, fiquei apaixonada pela Katheryn. Ela é muito fofa, alegre e simpática com todos a sua volta. O show dela é uma megaprodução temática, tendo cupcakes, balas e pirulitos gigantes, banhos de espuma, violão, dancinhas, microfones brilhantes, ursinhos de pelúcias, e um ar de conto de fadas. Katy Perry não teve vergonha de mostrar as lágrimas que derramou e o quanto sofreu depois de se separar do ex marido, o ator Russell Brand. E também mostra como os fans brasileiros a ajudaram a superar essa fase.

Mas eu não estou aqui para contar o que acontece no filme. Estou aqui para mostrar para vocês imagens que não foram mostradas no filme, e que só foram liberadas essa semana. Eu selecionei algumas para vocês verem:

Quem mais gosta da Katy? O que vocês acharam das fotos? Já assistiram o filme? Quem já assistiu gostou?  Conte pra nós.

(Roberta)

18

De malas prontas.

“De malas prontas” é a nova coluna do nosso blog. Vamos estar sempre postando lugares onde gostaríamos de visitar (ou até morar, quem sabe?) e inspirando vocês a querer conhecer o mundo.

Hoje vou mostrar a cidade Sapporo, a quinta maior cidade do Japão, capital da província de Hokkaido. Eu (Roberta) tenho uma leve obsessão pelo Japão. Talvez seja por ter sangue (e consequentemente, sobrenome) japonês ou então porque eles são realmente fantásticos. Mas isso não vem ao caso, oque eu quero mostrar é o Festival de Neve de Sapporo. Ver neve de perto pra mim, sempre um sonho que eu tive desde pequenininha. Adorava assistir aqueles filmes americanos de natal, em que as crianças faziam guerrinhas de bolas de neve e construíam bonecos de neve com o nariz de cenoura. Ainda carrego esse sonho comigo, e enquanto não o realizo, acompanho (pela internet, é claro) o festival que acontece lá no Japão. O Festival de Neve de Sapporo teve início em 1950, quando alguns estudantes construíram esculturas para o parque de Odori.  Hoje, se transformou em um festival que atrai turistas do mundo todo.

O evento acontece em três regiões da cidade e reúne um total de 214 esculturas em neve e gelo. No parque Odori encontram-se esculturas de prédios em tamanhos reais, tobogãs e pista de patinação.

Em Susukino estão concentradas as esculturas de gelo e é onde ocorre outro concurso de esculturas, em que os participantes têm 20 horas para elaborar as suas obras.

E aí? O que vocês acharam? Quem mais gostaria de ir a Sapporo e ver neve de pertinho?