0

Medos e Inseguranças

Eu não sei vocês, mas eu tenho um problema com motivação: coisas que eu gosto de fazer e simplesmente não tenho vontade de fazer. Provavelmente seja algo para se discutir em alguma terapia, mas eu tenho medo de ir em psicólogos e afins. Nem perguntem o porquê.

O que acontece é que todos nós somos cheios de medos e receios e geralmente não queremos enfrentar isso; o meu problema com motivação, por exemplo, é puro medo. Aliás, medo e insegurança são sentimentos que todos nós confundimos e sabe como se descobre a diferença? Enfrentando aquilo que você acha que é medo.

Sentir medo e insegurança na adolescência é muito normal, afinal, nós estamos em constante mudança e não temos certeza de nada na nossa vida e isso faz parte do nosso processo de amadurecimento, não que quando formos adultos não teremos inseguranças e medos nunca mais, só diminui um pouco. Na realidade, eu uso o termo “adulto” e “adolescente”, mas muitas pessoas só se descobrem depois de adultas, isso não tem nada a ver com a idade.

Toda a imprevisibilidade do nosso futuro sempre vai nos acompanhar, pra onde quer que formos, o importante é fazer dela uma boa amiga e não uma inimiga.

Conheço gente que morre de medo de mudanças, de ser esquecida (o), de acabar sozinho (a) e por aí vai, todo mundo tem seus próprios medos e isso afeta a vida de cada um de um jeito único, cabe a nós simplesmente não deixar que isso nos afete tanto e começar, mesmo que com passos pequenos, a enfrentar tudo isso.

Afinal, ainda temos muito o que viver e não vai ser aquela insegurança ou medo bobos que vai te impedir de ser um pouquinho feliz, pra sempre ou até mesmo por um pequeno momento que se tornará eterno na sua lembrança.

Tem medo de altura? Pule! A adrenalina da queda vale a pena no final das contas. Tudo aquilo que você se priva de sentir por medos e inseguranças podem ser experiências tanto positivas como negativas, mas tudo isso pode acrescentar alguma coisa em quem você é.

E aí, quais são seus medos e inseguranças? Divide comigo, ou simplesmente enfrente-os que já será de bom tamanho. Aliás, quais foram os medos que vocês já enfrentaram e depois perceberam quão bobo aquilo era?

Besitos, Carol Thaís.

Anúncios
0

Bons Amigos

Hoje, em alguma aula em que o professor nos deixou conversar, eu e meus amigos estávamos falando sobre várias coisas, como sempre, mas daí, começamos um assunto sobre a nossa amizade.

Pra vocês entenderem direito tem todo um contexto: ano passado eu entrei nessa escola nova literalmente tremendo de medo de não fazer novas amizades. Acontece que eu fiquei durante 7 anos em uma mesma escola, então não sabia mais como fazer amigos, mesmo assim, entrei na sala e logo na primeira aula essas duas garotas vieram falar comigo. Ao longo do ano fomos conversando e virando cada vez mais amigas, enfim, esse ano uma amiga delas voltou a estudar nessa escola e nós viramos amigas também.

A questão é que nós falamos e lembramos do começo desse ano como se fossem anos atrás e percebemos que parece que nos conhecemos desde crianças. É uma sensação incrível perceber que, em tão pouco tempo você já tem amizades tão fortes assim.

Não estou falando que esqueci, ou deixei de ver e falar com os meus velhos amigos, muito pelo contrário, descobri como administrar meu tempo entre os velhos e os novos amigos, e isso é muito bom.

Você deve estar se perguntando: Tá, mas todo esse blá blá blá e quer chegar onde? Eu quero dizer/mostrar -tanto faz- que é sempre bom estar rodeada (o) de pessoas novas, é sempre bom conhecer muita gente, se comunicar, é sempre bom ter amigos velhos ou novos.

Sempre fui muito comunicativa e sempre gostei de ter amigos por perto, e não é a toa que eles sempre foram meu ponto fraco. Ter amigos é como construir uma família com pessoas que simplesmente te amam por quem você é, não porque você já nasceu nessa família e é obrigada a gostar, acho um laço muito mais forte.

Enfim, quem é que não gosta de compartilhar momentos com quem te atura todo dia? Ou com quem já te aturou todo dia mas continua no seu coração?

Já dizia Milton Nascimento: “Amigo é coisa pra se guardar no lado esquerdo do peito, mesmo que o tempo e a distância digam não…”
E você? Tem alguma história com seus amigos pra contar para os filhos de vocês? Compartilha comigo, eu adoraria saber!

Besitos, Carol Thaís.