2

Whish List de Natal e Aniversário

Oláaa pessoa, estou de volta (mais uma vez) e de fériaaaaas (aêeeee). Finalmente férias, depois de um ano tão complicado e tão corrido chegaram minhas merecidas férias. Sim, acabei o ensino médio e fiz todos os meus 6 (sim, SEIS) vestibulares e o Enem, agora é só esperar os resultados para decidir meu futuro #ansiosa. Mas enquanto o futuro não vem, vamos falar sobre o presente. Vamos falar literalmente sobre presentes haha. Assim como o natal, o meu aniversário de 18 anos também está chegando, e eu resolvi preparar uma Wish List de Natal/Aniversário. Se alguém quiser me mandar algum presente é só falar nos comentários que eu deixo meu endereço, ok?! hahah

1) Vara para Celular

Gente, tenho que confessar que estou louca para entrar nessa nova moda de selfies com essa vara haha. Não pela “modinha”, mas eu acho muito legal porque ela faz com que a foto tenha um alcance maior da imagem fazendo com que caibam mais pessoas na foto. Dependendo do lugar que você for comprar não é tão caro, eu já encontrei no centro de SP por 70,00 mas já vi algumas pessoas comentando na internet que pagaram 40,00.

 

2) Amplificador Acústico para iPhone

Não existe acessório melhor para quem ama ouvir música alta e dançar pelo quarto inteiro né. Não gosto muito de usar fones de ouvido em casa, eu prefiro um som mais amplo e nada no meu ouvido me incomodando, então esse amplificador é um sonho pra mim, pois assim eu não preciso ficar carregando meu celular na mão para todos os cantos da casa só por causa da música. O preço também varia muito, claro que na loja oficial da Apple custa bem mais, mas em lojinhas de eletrônicos chega a custar em torno de 50,00 pra cima.

3) Batom Nars Pure Matte

Chega de eletrônicos, vamos falar sobre maquiagem e sobre como estou apaixonada por esse vermelhão da Nars. Eu não sei se o preço é tabelado, mas na loja Sephora é 115,00, é bem carinho por que é da Nars, mas com certeza existem batons do mesmo tom de outras marcas mais baratas.

 

4) Óculos de Sol em Formato de Coração

Meigo. Eu já amo óculos de sol e ainda com essa novidade, estou apaixonada por essa moda. Eu já procurei em vários lugares e nunca achei, aí uma amiga veio me falar que tem na Chilli Beans e custa mais ou menos uns 200,00.

 

E vocês, qual a wish list de natal de vocês deste ano? Deixem aqui nos comentários. Beijinhos, Roberta.

Anúncios
0

Falando sobre estilo: Anitta

large 

Olá pessoal, adivinha quem apareceu, depois de meses, para fazer um post novo. Eu mesma, Dona Roberta Sem Tempo Tokunaga hahahah Ai gente, mais uma vez quero pedir mil desculpas para vocês, mas agora que o semestre virou eu estou ainda mais atrapalhada com o meu tempo. Está acontecendo muitas coisas loucas na minha vida este ano, Muitas novidades já vieram e ainda tem muita novidade por vir. Aos poucos vou compartilhando tudo aqui com vocês. A primeira notícia que eu já posso contar é que eu FINALMENTE terminei meu curso de inglês (AÊEEE :DDD hahaha). Eu estou muito feliz, pois foi uma coisa pela qual eu batalhei muito e estudei durante anos para conseguir. E agora que meu diploma está por chegar eu já posso me declamar bilíngue 🙂

 Mas o post de hoje é para falar sobre uma coisa referente ao mês passado. Aqui em São Paulo, durante os meses de junho e julho, a rádio Band FM organiza um festival de música que ocorre todos os finais de semana com shows de vários artistas famosos. E este ano eu resolvi ir em alguns. Fui em dois domingos. No primeiro domingo fui assistir ao show do grupo de pagode Bom Gosto e da dupla sertaneja Thaeme e Thiago. Na segunda vez eu fui para assistir um show que eu realmente queria ver, o show da cantora Anitta. Pra quem não sabe, eu tenho um gosto muito (mas muito mesmo) eclético, principalmente em relação a música. E além das músicas e das dancinhas da cantora, eu gosto muito do estilo dela, então resolvi fazer um post sobre os meus looks preferidos da Anitta.

Vestidos:

Os vestidos de Anitta são geralmente comportados, provavelmente porque a maioria das vezes que ela aparece de vestido é em algum evento mais social, e não no seu dia a dia.

anittadresses

Shorts:

 Bom, essa é a marca registada da cantora. Ela sempre aparece vestindo shorts, que na maioria das vezes são bem curtinhos e larguinhos. Nesse ponto temos o gosto bem parecido.

Blazer:

Blazer sempre dá um toque mais elegante em um look mais simples, e foi exatamente isso que Anitta fez nos looks abaixo.

AnittaBlazer

Saia Longa:

 Apesar da Anitta ser baixinha, ela abusa das saias longas e não é que dá certo! Nos looks abaixo ela combinou a saia longa com cropped, que aliás, como vocês já devem ter percebido, a cantora está sempre com a sua barriguinha negativa à mostra.

AnittaSaialonga

 O estilo da Anita fez tanto sucesso que a rede de lojas Marisa lançou uma coleção assinada pela cantora. As roupas são bem estilo Anitta de ser mesmo e com um preço bem acessível, então quem gostou dos looks dela pode ficar de olho na coleção Anitta da Marisa.

Beijinhos, Roberta T,

 

0

Para deitar sob as estrelas

O que eu mais amo na música é que, assim como nos livros e filmes, ela nos leva para um lugarzinho especial que nossa imaginação faz questão de criar, seja esse lugar feliz, triste, calmo, agitado. Afinal, ninguém nunca disse que especial é sinônimo de feliz né não?

Ultimamente eu ando bem viciada em simplesmente todas as músicas do Jack Johnson. E é justamente sobre ele que eu vou falar nesse post porque, na boa, esse cara merece tudo de bom que possa acontecer na vida de alguém pelo simples fato de fazer músicas tão maravilhosas.

Jack Hody Johnson é um havaiano de 39 anos que encanta o mundo (eu) lançando músicas desde 2001. Antes de meio que se descobrir compondo e cantando ele surfava e acabou fazendo alguns documentários. Eu definitivamente não sei o que o fez começar a carreira como cantor mas agradeço muito por ele ter o feito.

Eu não tenho nem palavras para descrever suas músicas então, aqui vão algumas das que eu mais gosto:

1. Better together

2. Banana pancakes

3. Times like these

4. Dreams be dreams

5. Radiate

Essas músicas não são nem um terço de todas que eu gosto, mas são as que eu mais estou ouvindo ultimamente. Mas e vocês? Já conheciam/gostavam do Jack ou não? Me conta. Os comentários nos deixam com um sorrisão no rosto.

Acredito que por hoje seja isso…

Besitos, Carol

0

Teve Copa Sim

Sim, vamos falar sobre a Copa. Sim, eu também estou entupida de futebol nas últimas semanas. E, por fim, não, eu nem gosto tanto assim de futebol.

É importante que vocês entendam que tudo o que eu falo aqui é só a minha insignificante opinião, logo, se você não concorda, respeite já que ninguém é obrigado a pensar igual e eu, que só tenho 17 anos, posso não estar certa da mesma forma que muita gente nesse mundão não está.

 Vamos começar pelo básico: é claro que tem política envolta nesse tipo de evento, assim como nas olimpíadas e nos eventos de abrangência internacional, então é muito idiota esse mi mi mi todo que algumas pessoas fazem por causa disso.

E pode parecer muito repetitivo mas a questão é que: se você tinha a intenção de parar a realização do evento, você deveria ter feito isso sete anos atrás, quando fora anunciado o país sede, de forma civilizada, é claro. O nosso país não estava preparado estruturalmente naquela época e, agora, sete anos depois, não mudou muita coisa, mas, vem cá, colega, de que adianta protestar na frente dos estádios durante os jogos? Nada. Sério. Você não vai chamar atenção das autoridades da forma que você quer, além de aparecer na mídia internacional de uma forma igualmente estúpida, a não ser que esse seja seu objetivo, se for, bom trabalho.

Outra coisa de gente besta, que deu uma vergonha alheia danada, foi a vaia na abertura, me chame de petista (?), esquerdista ou só mala, mas mala mesmo foi esse pessoal que vaiou a nossa presidenta. Eu sei que muita gente não votou nela, e é claro que cada um tem direito de ter a sua opinião, mas o que você faz quando, na sua casa, alguém não aceita sua sugestão de filme, por exemplo? Você respeita. Não é muito diferente quando se trata do seu país. Muita gente votou na Dilma, da mesma forma que muita gente votou contra, venceu a maioria e ponto. Aceita que dói menos.

Também teve aquela galera que disse que “quem vaiou foi a elite branca que pode pagar pelos ingressos da copa”. Conheço muita gente pobre que vaiaria se estivesse lá e vaia em qualquer oportunidade. A classe social influencia, sim, na forma de pensar, mas não é um fator determinante. Ok, agora, vem cá e deixa eu te contar um negócio: a maioria das pessoas naquele estádio certamente tinha uma condição financeira melhor, mas, na minha opinião, eles não devem ser julgados por vaiar, não concordam com o governo e essa foi a forma de protesto, devem ser julgados como pessoas que não sabem respeitar. Eu acho muito massa mesmo ter oposições de ideias entre as pessoas, mas acho horrível quando as pessoas não sabem se opor. Vamos lá, o que custa respeitar o outro?

O que não faltou nessas semanas foram posts em tudo quanto é site falando das opiniões dos estrangeiros que vieram ver a copa e o feedback foi extremamente positivo. Pode ser só pra inglês vê, mas e daí? 

Ninguém prometeu um país perfeito antes ou depois da copa. Tudo já foi construído e, conhecendo o povo brasileiro como conhecemos, será muito provavelmente usado. As melhorias no metrô (pelo menos nos de São Paulo), por exemplo, foram poucas, mas quem sabe não é um começo? Um pontapé inicial para que alguém faça algo, sei lá, só jogando uma ideia ao vazio (candidatos a governador)

De qualquer forma, essa é a minha opinião (tá ficando repetitivo, mas eu gosto de falar enfatizar) e espero que, mesmo que não concorde, respeite. Não coloquei exatamente tudo o que eu penso, senão escreveria umas trinta páginas, mas esse é um resuminho.

Obrigada por lerem, se sentirem a vontade comentem (se não se sentir a vontade, comente também).

Isso é tudo, pessoal.

Besitos, Carol

0

Recomeço

Eu me sinto muito muito muito (add infinito) envergonhada de estar postando aqui depois de tanto tempo. Sério, eu nem entro no blog mais e desculpa por isso. O wordpress mudou todo o layout do site e eu nem sabia, a Roberta postou sobre o show da Demi e eu nem li, ok, acho que deu pra ter uma leve ideia.

Eu poderia dar mil desculpas e dizer que estava super atarefada durante todos esses meses, mas é uma desculpa tão batida que acho que nem cola mais. Sendo assim, vamos aos motivos que me levaram a essa grande e não intencional pausa:

1. Memória. Eu realmente esqueci que tinha o blog por um grande período de tempo e, quando lembrava, pensava que poderia escrever depois;

2. Escola. Não que eu seja super estudiosa e esteja conseguindo estudar para o vestibular, logo não tenho tempo, ou que a minha escola mande tantos trabalhos que eu não faça nada senão isso. A verdade é que os meus professores estão sendo uns amores (alguns) e raramente pedem algum trabalho que realmente pegue uma parte do meu tempo. Ah, Caroline, então por quê você colocou a escola como um dos motivos desse seu afastamento? Simples: embora eu não esteja fazendo nada das coisas que me deixa ocupada, eu tento fazê-las e é nesse tentar ser organizada para conciliar coisas como o blog e os estudos é que eu me atrapalho toda e acabei dando prioridade à escola;

3. Tempo. Esse malandrinho do tempo anda voando em minhas mãos, deve ser por isso que eu sinto como se tivesse fazendo pouquíssimas coisas;

4.Vida. Parafraseando um amigo meu: “A vida é uma piranhuda.”. E ela é mesmo, é meio óbvio que eu tenho uma vida fora do computador (embora não pareça), então, eu venho me preocupando mais em viver minha vida, sair com meus amigos e me divertir mais, tentar mudar um pouco o jeito de ver as coisas, mas acho que aprofundaria isso em outro post.

Enfim, esses foram os meus motivos. A essa altura do campeonato você deve estar pensando que tudo isso foi uma bosta e que era melhor eu ter ficado sem escrever nada mesmo, devo dizer que meio que concordo contigo. 

Como gosto de ser do contra, quero escrever mais, já que, entendam a gravidade da situação, ultimamente não tenho escrito nada, juro, a última coisa que eu escrevi foi aqui, há 520 anos atrás, então desculpa se esse texto estiver uma merda, é falta de prática.

A questão é que nesses meses que fiquei sem escrever, tanta coisa mudou na minha vida, umas para melhor, outras não tenho certeza ainda, e eu simplesmente não dividi de uma das formas que eu mais gosto: escrevendo aqui. Acredito que todos precisamos mesmo de um tempo as vezes e realmente não faz mal a ninguém, mas quando você começa a se afastar de todas as coisas que você ama, tem que vir de dentro e dar um basta.

Foi mais ou menos o que rolou comigo, como eu já disse, muita coisa aconteceu na minha vida e todas essas coisas e sentimentos foram se acumulando dentro de mim até eu não ter vontade de não fazer mais nada, além de já ter me afastado da escrita, me afastei da dança e, nessa semana chegou a um ponto insustentável. Eu estava afastando tudo o que antes me fazia bem porque elas não estavam mais me fazendo feliz. Fui perdendo a vontade de fazer as coisas a ponto de não me reconhecer mais, sério. 

Entretanto, cá estou eu, escrevendo aqui e tentando dar o primeiro passo para esse grande sacode que to querendo dar em mim mesma. Não vou mentir pra vocês que falar que com certeza eu vou postar toda semana agora e com vários temas diferentes e nem vou fazer essa promessa pela Roberta também, mas quero tentar, isso eu posso garantir.

Subir quando se está afundando requer uma força de vontade muito grande, e é o que eu espero ter. Quero muito que esse blog me ajude nessa, então, se algum de vocês (se é que ainda tem gente que lê o blog ou espera por atualização [se tem, mil desculpas mesmo, sério, nem me deixa saber disso que eu vou me sentir pior -mentira, pode comentando aí]) já passou por uma fase como a que estou passando, tiver algum conselho ou só algum comentário aleatório, não se prenda a vergonha e, por favor, comente, isso nos deixará muito feliz.

Isso é tudo, pessoal.

Besitos, Carol.

 

0

The Neon Lights Tour

 

OMG! O dia 25 de abril de 2014 acaba de entrar para a minha lista de “Os melhores dias da minha vida”. O motivo? Demetria Devonne Lovato. Sim gente, eu realizei mais um sonho, fui ao show da Demi Lovato aqui em São Paulo neste sábado (25/04), e vou contar tudo para vocês.

Como eu tinha assuntos pendentes na escola para resolver sexta feira, eu tive que dar uma passada por lá, então fui embora 12:00, quando acabou a penúltima aula. Cheguei No Citybank Hall (Santo Amaro) quase 14:00 (eu moro bem longe de Santo Amaro, por isso a demora) e fui direto para a fila. Ouvi dizer que alguma pessoas chegaram lá às 6 da manhã, então achei que a fila fosse estar bem maior do que realmente estava.

Ao puxar assunto com as meninas que estavam atrás de mim na fila, descobri que uma delas estuda na mesma escola que eu e a outra estudava até o ano passado. Coincidência não?! Que mundo pequeno gente! Mais tarde, nós fizemos amizades com as meninas que estavam na nossa frente, e ficamos todas muito amigas. Tiramos fotos, trocamos Whatsapp, instagram, facebook, snapchat e todas essas rede sociais. Cantamos tudo o que é tipo de música, gritamos, rimos muuuuito, fofocamos e tudo mais, parecia que nós já nos conhecíamos há anos.

Os portões abriram às 20:00. Algumas meninas que já tinham ido ao show da Demi em 2012, que foi no mesmo lugar, me disseram que em 2012 houve a maior confusão na hora da entrada. Todo mundo saiu correndo e alguma pessoas chegaram a ser pisoteadas. Graças a Deus este ano foi tranquilo. Ninguém correu na fila para entrar, e na porta tinham seguranças revistando um por um. Quando todas nós entramos, aí sim corremos e fomos direto para o lugar mais vazio, que era quase no canto, mas bem pertinho da grade (grade da pista comum, mas grade).

A banda de abertura foi uma girl band latina chamada Rosso Sisters, que foi escolhida pela própria Demi para abrir o show. Eu nunca tinha ouvido falar nelas e nem tinha me dado o trabalho de procurar alguma música delas para escutar antes do show. Elas foram bem pontuais e entraram às 21:00. A música delas junto com as roupas, coreografias e penteados me lembrou muito as Spice Girls. Eu achei bem legalzinha algumas músicas delas. Quem quiser ouvir o vídeo está aqui em baixo:

Às 22:00 em ponto um vídeo começou a ser exibido no telão e eis que Demi Lovato entra no palco cantando seu hit “Heart Attack”. A segunda música foi “Remember December”, que ela fez uma versão meio que acústica. A terceira música foi “Fire Starter” <3. A quarta “The Middle”. Na quinta música, “Really Don’t Care, que na versão original Demi faz uma parceria com a cantora Cher Lloyd, mas no show de sábado quem dividiu o palco com a Demi foi sua irmã mais nova, Maddie Lovato, até agora eu não acredito que eu presenciei esse momento :’)

Em seguida Demi cantou “Stop The World”. Depois foi uma das músicas mais fofinhas da Demi “Catch Me”, e ela ainda tocou violão nessa música. Em seguida foi a vez de “Here We Go Again” versão acústica, eu sinceramente não sei qual versão é melhor: A acústica ou a original que é meio rockzinho. Depois foi um dos singles do último disco, ” Made in the USA”, no final dessa música a Demi trocou o “Made in the USA” por “Made in Brazil”e depois por “Made in São Paulo” ❤ A canção seguinte foi a que me fez chorar feito um criança que é separada da sua mãe: “Nightingale”. A música nightingale é uma espécie de gritpo de socorro, em que ela se sente sozinha e procurar alguém para que seja o pássaro para guia-la e trazer sanidade para seu coração. Depois foi a vez de “Two Pieces” que eu lembrei da Carol haha. A música seguinte foi uma das músicas mais marcantes da Demi, que se chama “Warrior”, que significa “Guerreira”. Nesta música ela fala sobre toda superação da vida dela, e que agora ela é uma guerreira, e que está mais forte do que nunca e ninguém pode machucá-la novamente. Ah, chorei muuuuuuito nessa música também hehe. A próxima música foi a música do filme “Frozen”, “Let it Go”. Depois veio “Don’t Forget”, “Got Dynamite”, “Unbroken” e a mais badalada de todas “Neon Lights” que no final caiu papelzinho neon picado em todo o público. Em seguida veio “Skyscraper” que foi outra música muito marcante da Demi, que chegou até a ser single do penúltimo álbum da cantora. “Skyscraper” foi lançada pouco tempo depois da Demi sair da clinica de reabilitação. Na música ela diz que por mais que as pessoas tentem derrubá-la ela estará de pé, firme e forte como um arranha-céu. E então veio a última música “Give Your Heart a Break” que é mais um single do último álbum.

Em um momento do show, a Demi faz um pequeno discurso sobre as sua história, de como enfrentou os distúrbios alimentares, a automutilação, o bullying, e a ausência de seu pai (que por um tempo foi alcoólatra). A cantora disse “Não importa pelo que vocês estejam passando, vocês vão conseguir superar. Eu sou prova viva disso.” e ainda disse “Cada uma de vocês é linda e merece ser amada”. Esse é o motivo pelo qual eu comecei a gostar tanto da Demi. Eu até curtia as músicas dela na época de Camp Rock, mas não era fã. Depois que toda a verdade se revelou, e que a Demi foi internada por conta de seus distúrbios, e depois conseguiu dar a volta por cima e ainda ajudar as pessoas que passam pelo o mesmo que ela passou, eu me tornei grande fã dela.

Quem aí é fã da Demi? Alguém foi a algum show dela? Quem se identifica ou se inspira na diva? Deixem nos comentário. Xoxo, Roberta.

0

Receita: Ovo de páscoa na travesa

10169322_623258781083810_3323424673124058481_n

Oláaaa gente, tudo bem com vocês? Quanto tempo eu não apareço por aqui né?! Pois é, a vida está me apertando cada vez mais, ultimamente estou vivendo sem tempo pra viver. Além de ser o último ano do colégio comecei a fazer cursinho, e ainda continuo nos meus cursos extracurriculares. Dá pra imaginar né o sufoco que eu estou passando?! Por isso tenho estado tão ausente aqui no blog :/ Mas eu estou tentando me organizar melhor nesse segundo semestre, e voltar a postar aqui com mais frequência. Espero que vocês entendam e me desculpem.

Agora chega de desculpas e vamos ao o que realmente interessa: PÁSCOAAAA! Bom, como já disse estou sem tempo de postar aqui no blog, então resolvi aproveitar o feriadão prolongado para fazer as pazes com vocês. E sobre o que eu poderia falar no feriado de páscoa sem ser chocolate? (Na verdade eu poderia falar sobre várias outras coisas, mas eu escolhi chocolate hahah)

Eu sou chocólatra assumidíssima, quem me conhece sabe, então a páscoa é uma época bem feliz para mim. Só que neste ano minha mãe resolveu aderir uma nova “tradição” de páscoa. Ao invés de comprar os caríssimos ovos de páscoa, nós fizemos o nosso próprio ovo de páscoa só que em uma travessa. O doce ficou tão bom que eu resolvi postar a receita aqui para vocês:

Ingredientes:

3 latas de leite condensado

2 latas de leite

6 gemas

1/2 colher de sopa de essência de baunilha

2 latas de creme de leite

2 xícaras de chocolate meio amargo picado

1/2 xícara de castanha de cajú picada

2 colheres de sopa de maisena

Modo de preparo:

Em uma panela coloque o leite condensado, a maisena dissolvida no leite, as gemas e leve ao fogo médio mexendo até engrossar. Desligue e acrescente a baunilha. Espere esfriar um pouco e acrescente o creme de leite. Separe 1/3 da mistura e reserve. No creme restante, misture o chocolate amargo derretido. Em um refratário coloque metade do creme de chocolate no fundo. Leve ao congelador por 15 minutos, retire e cubra com o creme branco. Distribua a castanha de cajú e volte ao congelador e em seguida cubra com o restante do creme de chocolate. Leve a geladeira por 2 horas antes de servir.

Bom gente, espero que vocês gostem da receita assim como eu gostei, só não vale exagerar hein hahah

Feliz Páscoa 🙂

(Roberta Tokunaga)