Acreditar e Desacreditar

Bem vindos a Agosto!

Isso pode ser/parecer bobagem, mas agosto sempre foi o mês que eu menos gostei por razões de sempre acontecer algo de ruim pra mim. Ou eu fico doente, ou alguém da minha família fica doente (teve um ano que uma tia minha morreu), e afins.

Aliás, escrevendo assim, sabendo que alguém realmente vai ler, isso parece ser muito bobo mesmo. Em contra partida, não acho que seja tão bobo assim, porque é algo em que eu acredito e, ultimamente, eu não tenho acreditado em muita coisa. Ao longo dos anos eu comecei a simplesmente desacreditar em algumas coisas, e, pouco a pouco, foi-se quase tudo o que eu acreditava.

A questão, porém, não é acreditar e desacreditar, na verdade, comecei esse texto com a intenção de falar mal de um mês que eu não gosto, que eu acredito que não traz boas energias para mim. Taí uma coisa que me restou acreditar: energias boas e ruins.

Mas, enfim, o caso é que eu perdi totalmente o foco, mas percebi que é sobre isso que se trata esse blog, quer dizer, eu e a Roberta o criamos pra justamente colocar para fora, dividir esses nossos pequenos momentos de loucura e ache um texto meu nesse blog que não tenha mudado nem um pouquinho de foco.

Então acho que de tudo isso que eu falei, posso lhes fazer um resumo, e vocês ficarão realmente bravas (os) comigo por fazer ler esse textinho antes:

– Eu sou uma pessoa sem foco;

– Odeio agosto com todas as minhas forças e tenho meus motivos (assim como você tem seus motivos pra odiar alguma matéria, ou algum lugar);

-Você definitivamente deve estar muito brava (o) comigo por te fazer ler todas as minhas porcarias;

– Já acreditei em muitas coisas na minha vida e não me arrependo de ter o feito, porque isso acabou contribuindo para a pessoa que eu sou hoje;

– E, por último mas não menos importante, agradeço por terem tido paciência de chegar até aqui, eu não teria.

Mas, e você? No que você acredita severamente? Defende com todas as suas forças? Que crença te domina e exerce uma força grande sobre você? Conta pra mim! Por mais bobo que seja, divida.

Besitos, Carol Thaís.

P.S.: Acho o termo ‘odiar’ muito forte pra ser usado/sentido contra qualquer coisa/pessoa, me perdoem sinceramente por ter usado, mas foi o que me veio a mente.

Anúncios

3 comentários sobre “Acreditar e Desacreditar

  1. Oi minha linda! *–*
    É mês de agosto chegou e ele começou meio mal para mim, que paia acontecer sempre algo ruim com você… Agosto é difícil… 😦
    Eu não odeio Agosto, mas ele não é o meu mê preferido, cê entende né? rs
    Ahn, se você fizer as unhas depois me mande o link para eu ver! 🙂
    Beijos minha linda. ♥
    E que agosto passe logo. \õ/

    • Ah, eu entendo, não gosto de odiar coisas, acho um sentimento muito forte, mas tudo bem.
      Não entendi muito bem isso das minhas unhas, eu quase não faço por preguiça, então, se algum dia eu achar que ficou legalzinha eu te mando tá? Hahaha
      Besitos, obrigada por comentar. 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s