Brasil, qual é o seu negócio?

Imagem

Eu não sei se vocês estão sabendo, -meio difícil não estar- mas há quatro dias estudantes estão protestando contra o aumento do preço da passagem do transporte público em SP e no Rio. Bom, eu achei importante fazer um post mostrando a minha opinião sobre tudo isso, porque, afinal, eu também acabei sendo afetada por esse aumento, e sendo bem sincera com vocês, se eu pudesse, no primeiro dia estaria lá protestando também.

Imagem

Agora, eu não iria mais, teria vergonha, sinceramente eu acho lindo todo esse protesto e toda essa manifestação, principalmente de quem é jovem, mas, a partir do momento que alguns “manifestantes” prejudicam a vida e o trabalho de outras pessoas, isso se torna vergonhoso.

Não estou também defendendo a PM, no caso de São Paulo, que fez coisas horríveis como atirar balas de borracha, bombas de efeito “moral” e spray de pimenta em pessoas que só estão expressando suas opiniões, afinal, de que lado eles estão? A polícia, só hoje (13/06) em SP prendeu cerca de 60 pessoas! Isso é pura opressão! Parece que voltamos no tempo para vivermos a Ditadura Militar, com outro nome, o mesmo propósito, em outra época.

Acho linda a atitude da maioria dos protestantes, porque parece que só assim é que se abre os olhos do resto da população que não enxerga que o nosso país, mesmo com essas melhoras, não está nada bem, só precisa ser um pouco menos alienado, -e não assistir só o Jornal Nacional, eles só mostram o que eles querem- para perceber que o nosso país está para entrar em uma crise que, com toda a certeza, vai ser abafada, tanto pelo governo nacional, quanto pelos governos de outros países, por conta da Copa e das Olimpíadas.

Tudo o que você vê por aí é que a cidade está cheia de vândalos e protestantes agressivos, mas veja bem, se você estivesse apenas dando a sua opinião, ou fazendo o seu trabalho, como o cinegrafista na foto aí de cima, e alguém viesse e começasse a te empurrar e jogar spray de pimenta em você, ou até mesmo atirar, o que você faria? Pois é.

Imagem

Enfim, se eu fosse me aprofundar nessa discussão esse texto ficaria maior do que já está. Só quero deixar claro que eu estou amando toda essa manifestação contra algo injusto, e estou achando um horror, uma humilhação, uma vergonha o abuso de poder que a polícia está cometendo juntamente com a depredação dos ônibus e estações de metrô.

Como já dizia Cazuza: “Brasil, mostra a sua cara, quero ver quem paga pra gente ficar assim…”

Esses protestos são o Brasil mostrando a sua cara, e eu te digo quem paga pra gente ficar assim: nós mesmos!

Besitos, da revoltada, Carol Thaís.

Anúncios

16 comentários sobre “Brasil, qual é o seu negócio?

      • Orgulho e ao mesmo tempo… “Raiva” dos acomodados se sentindo incomodados com as manifestações, na boa, o nosso país estava precisando de uma “revolta”, de tentar mudar, da indignação… Muita gente reclama do país, mas não faz NADA pra mudar e ainda crítica quem faz… ¬¬’

  1. eu concordo com o protesto. Desde que não agrida ambas as partes fisicamente.
    Temos que lutar por nossos direitos.

    mega beijo
    simplesevaidosa.blogspot.com

    • Pois é, foi o que eu disse, a minha visão de protesto é um monte de policias escoltando nas calçadas de alguma avenida importante, e um monte de gente no meio da rua gritando e lutando, a favor ou contra o que for.

  2. Acho que a mídia manipula muito.. Eles só mostram que a população é a errada, que faz baderna e tal, mas ninguém vê que as pessoas estão lutando por um direito não só delas, mas de todos nós. Pagar R$3,20 é caro gente. Uns dizem que é só 0,20 mas pensa.. Junta 0,20 de ida e volta, multiplica por 31 dias.. É caro. Ninguém repara. Eles tem que protestar, e não quebrar as coisas.

    • Pois é, ontem no jornal nacional disseram que tinham 5 mil pessoas no protesto, mas a informação que tinha hoje no jornal Estado eram de cerca de 10 mil protestantes. A partir do segundo dia de protestos não era mais sobre o aumento na tarifa, o negócio agora é político! E eu to amando!

    • Li vários blogs e depoimentos de pessoas que estavam lá, pessoas neutras e disseram que a violência veio por parte da polícia, mesmo porque é mais cômodo para eles atirar em todo mundo do que participar do protesto de forma a ajudar tanto o governo (para quem eles trabalham) quanto o povo (para quem eles “””servem”””)

  3. Eu tô achando é lindo tudo isso! Eu mesmo vou participar no dia 20 de um protesto aqui no Recife. Também não concordo com a violência nem o apedrejamento, queremos mudar o país. E, infelizmente, para tudo, tem que haver uma força direta. É só lembrar do nosso passado e da luta, guerra, vontade que tiveram para conseguir o que temos hoje por direito. Tem que haver uma luta por uma causa justa, como essa! Chega de tanto roubo descaradamente, temos que reagir!

    Beijos, Arih

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s