O dia da liberdade.

Imagem

Mês de junho. Dia 12 chegando. O dia dos namorados está aí.Essas últimas semanas o assunto que eu mais vi por aí nos blogs, na televisão, nas propagandas das lojas e no facebook foi “O dia dos namorados”. Portanto, esse texto é para você que não aguenta mais ouvir falar sobre esse famoso dia.

Não é que eu não goste do dia dos namorados, eu só acho que toda essa propaganda é exagero. Ok, talvez seja um pouquinho de inveja das pessoas que tem um namorado (a), confesso. Mas é que nessa data, além das pessoas que namoram ficarem ainda mais melosas, as que não tem um par ficam ainda mais tristes, e isso eu desaprovo. Posso até aguentar a melação de quem tem um amor, mas não posso aguentar a tristeza de quem está “sozinho”. Coloquei a palavra “sozinho” entre aspas porque nós nunca estamos completamente sozinhos, mesmo quando parecemos estar. Você sempre tem alguém, mesmo que não seja um namorado. Você pode ter uma mãe, um pai, um cachorro, um gato, um amigo, uma tia, uma prima, um irmão, ou sei lá quem. Aí você me diz, “não é a mesma coisa do que um namorado”, eu sei que não, mas quem disse que namorar é melhor do que estar solteiro? Acho que tudo depende do nosso ponto de vista. Se você colocar na sua cabeça que precisa de alguém para ser feliz, ficará mais difícil de encontar esse alguém e de chegar até a sua felicidade. Além disso, não é ruim estar sozinho. Pense na libertade que se tem quando se está solteiro, liberdade para sair com os amigos, para viajar para onde quiser sem preocupações, para escolher o filme no cinema, para poder ir onde quiser e fazer oque quiser sem precisar dar satisfações, e ainda tem aquele dinheiro que você acaba gastando com o outro, e sozinha você gasta consigo mesma.

Portanto, fica aqui minha conclusão sobre o dia dos namorados. Essa é a data perfeita para quem está namorando, mas também é uma ótima data para quem está desacompanhada. Para quem tem namorado, vá ao cinema, abrace, beije, diga “eu te amo”, vá jantar em algum lugar bacana, ande de mãos dadas, dê presentes, ganhe presentes e assista filmes enrolado na coberta. Para quem está solteiro, curta, vá para a balada, dance muito, saia com as amigas, faça uma ‘girls night’ na sua casa, leia um livro legal, faça brigadeiro de panela e comemore esse dia de liberdade, porque nem sempre solidão é sinônimo de tristeza.
(Roberta)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s